A primeira grande decisão da minha vida

on

Recapitulando mentalmente algumas fotos da minha infância pra ver até onde eu conseguia me lembrar, percebi que a mais remota deveria ser em torno dos meus 4 anos. Parei nela pq me deu certo “choque”. Questionei minha mãe sobre tal episódio que me marcou: “como raios eu te convenci a transformar minhas lindas madeixas Rapunzel num corte que remetia a um pintinho recém-nascido??” Gente, eu era uma meninota, mal sabia o poder de argumentação. Como tal ato foi possível?

Eis que a mamma lança as palavras do “misterioso corte de cabelo” e eu, em grau hipnótico, ouço atentamente, como se o ato de “prestar atenção” me fosse devolver alguma sensação sentida na época ou até fazer-me reviver tal instante.

“A mãe, grande executiva que era, estava sempre muito bem arrumada, unhas feitas, cabelo da moda, saltos-agulha altíssimos e etc… Juju sempre admirava esta imagem e dizia que queria ser como ela. Até aí, fora ter perdido inúmeros pares de sapato por conta de saltos quebrados pela Juju, a mãe só sorria pela admiração nutrida pela filhota. (Mãe e filha mal sabiam que tal sentimento seria usado como a isca perfeita para solucionar o problema da menina num futuro próximo…) Até que um dia a admiração pareceu ser mais séria, devido ao olhar da menina pra mãe, quando soltou a frase: “quero meu cabelo igual ao teu.” Assim. Seca e decidida. A mãe olhou pra ela e sorriu, dizendo que o cabelo da filha era muito mais bonito, comprido como era, cacheado nas pontas, lisos, sedosos e brilhosos… A filha encasquetou. A mãe estranhou o comportamento da menina que era sempre tão boazinha e calma. Tentou dissuadi-la mais uma vez. Nada. A pequena permanecia firme e, até certo ponto, surda aos argumentos da mãe. “Ok, vc venceu, batata frita”… Yuuppiiieeee, lá se vão as 2 para o cabelereiro da mãe. Desde aquela época, corte de cabelo bom mesmo era feito por biba. A bicha se comove ao escutar o pedido da menina: “não!!! por Deus não! não corto este cabelo feito diretamente por Afrodite de jeito nenhum!!” Tentam enganar a pequena com cortes mínimos, diminuindo o tamanho da peruca de dedinho em dedinho. Até que a menina se enfezou e lançou um “IGUAL AO DA MAMÃE!!!!”. Após os olhares trocados (questionamento e sofrimento por parte do Zezé e decisão por parte da mãe), a tesoura faz seu tsic-tsic-tsic e a menina se olha no espelho. GLÓRIA!!! Estava igualzinho ao da mãe. Sorriu. Inclinou-se pra frente, ainda se olhando, semi-cerrou os olhos e, pelo sorriso de canto da boca, falou: “Pronto! Agora vc não vai mais puxar o meu cabelo!”. Susto geral no salão com pequenos suspiros vindos até das manicures. A mãe a questiona: “O quêêê??? Quem puxa teu cabelo?” A menina desabafa, tardiamente, que era sua professora do jardim de infância.”

Gente! Olha que vaca!!! Um professora que puxava o cabelo da menina de 4 anos! Lembro-me bem de um puxão específico – que deve ter sido o que gerou a tal decisão de cortar o cabelo. Fomos direto pra escola e a diretora mandou tamanha fdp embora. Agora, o mais legal que minha mãe contou e que eu não me lembraria jamais de ter assumido isso foi: quando a diretora perguntou se eu sabia pq diabos a vaca puxava minhas lindas madeixas, eu falei: “pq, às vezes, eu sou meio devagar”. Hahahaha!! Desde então Juju deveria dar uma voltas no mundo da lua… Interessante ver que eu me sentia uma retardatária para assuntos acadêmicos, mas consegui ir direto à raiz do problema e resolver a questão das puxadas com certa astúcia.  “É o cabelo que a permite me maltratar? Tua desgraçada dos infernos, agora não tem mais!” Humpf!!

Se esta foi a grande primeira decisão da minha vida, imaginem o naipe das que se seguiram…

Advertisements

6 Comments Add yours

  1. gabriela says:

    Ah, putz, comecei a ler o seu texto e logo pensei que nao era igual a mamae que voce queria ficar, mas simplesmente odio da professora Miriam, lembro o nome da fdp!!
    Vou olhar aqui nos meus albuns antigos e ver se tenho fotos de voce com cabelos lindos, sei que tenho de um Natal no apt. do papai e voce com um vestido azul e eu um amarelo. Voce falando no telefone de brinquedo que tinha ganhado, lembra dessas fotos? Mil beijos com amor!!

  2. Carla says:

    Êeehhhh Juju, desde pequenina já tomando grandes decisões!!! FDP essa teacher hein! Ah, se uma professora faz isso com a Bella, eu mato!

  3. Odair Ribeiro says:

    Juju sempre nos surpreendendo com suas historinhas… Gostaria muito de ver as fotinhas, ainda mais se tiver o antes e o depois… Publica, pls??? 🙂

  4. Zuzima says:

    Ju!
    Vc é uma peça. Cortar o cabelo pra professora não te machucar mais. Deu a maior volta pra chegar ao X da questão. Não era mais fácil contar a verdade pra mamãe?
    Vou ter uma conversa com a Isabel.
    Valeu o toque kkkkkk
    Bjão
    Zu

  5. Angela says:

    Falar sobre filhos é sempre complicado… a gente fica sempre parecendo coruja demais, melosa demais, até mesmo piegas (putz, essa eu puxei do fundo do baú). Mas todas as vezes que leio seus posts, Ju, tenho vontade de escrever muitas coisas boas, dar parabéns, mandar beijos, dizer como estou orgulhosa desse seu talento, tentar enviar pelo teclado as minhas gargalhadas, os muitos sorrisos e também algumas lágrimas, pois você sabe tocar fundo na gente.
    De qualquer forma, e por mais corujice que seja, quero deixar registrado que estou muito feliz por você compartilhar conosco tudo isso de bom. Keep up the good work!
    Com amor, beijos da Mumily

  6. Carolina says:

    Ju…

    MINHA ÍDOLA!!! Morte às professoras vacas!!! kkk

    Pior foi minha mãe que beirando meus 5 anos, quis me deixar com o cabelo igual aos dos cornos da música sertaneja… ARREPIADO NA FRENTE E COM MULLETS ATRÁS!!!! Pqp, me lembro até hoje como eu fiquei ridícula… hahahahaha

    Mas Ju, na boa, já dei aula de inglês para criancinhas… e confesso que as lerdinhas, eu não tinha vontade de puxar o cabelo… tinha era vontade de MATAR! hahahahahaha

    Beijão!!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s